No dia em que se assinala o Dia Mundial da Rádio, 13 de fevereiro, a Força Aérea voou até meio do Atlântico para mostrar a Rádio Lajes: a única rádio militar portuguesa. 

Com emissão há mais de 73 anos a partir da Base Aérea N.º 4, na Ilha Terceira, Açores, atualmente dão voz à Rádio Lajes o Alferes Silvano, a Alferes Caiado, o Sargento-Chefe Barros e a funcionária civil Fernanda Henriques

A origem da Rádio Lajes remonta a 8 de agosto de 1947 quando, por iniciativa de um grupo de militares e através de um Despacho do Ministro das Comunicações, foi autorizada a criação do estabelecimento da Estação Radiodifusora da Base Aérea N.º 4. A estação conquistaria mais tarde o lema “Voz da Força Aérea Portuguesa no Atlântico”. 

A Rádio Lajes assumiu um papel militar fundamental na comunicação e apoio à população açoriana durante um dos terramotos mais avassaladores da história de Portugal: o sismo de 1980.

A sua importância viria a ser reconhecida, em 1997, por ocasião das comemorações dos 50 anos de existência. A Assembleia Legislativa Regional dos Açores aprovava um voto de saudação, assinalando o papel da Rádio Lajes nos serviços prestados à população terceirense mas também enquanto escola de rádio.

Hoje, poderá ouvir a emissão da Rádio Lajes na frequência 93.5 FM na ilha Terceira, nos Açores, ou em qualquer parte do mundo em www.radiolajes.pt. 

Pelo seu valor informativo e formativo na divulgação e valorização da imagem da Força Aérea junto dos portugueses, hoje partilhamos uma entrevista à locutora que dá voz à Rádio Lajes há mais de 35 anos, a funcionária civil da Força Aérea Fernanda Henriques.

Fonte: Emfa.pt

Fotografia: Emfa.pt

(Visited 7 times, 1 visits today)