A Academia da Força Aérea (AFA)  nasceu no dia 1 de fevereiro de 1978, na Granja do Marquês, Sintra.

A Força Aérea concretizava o sonho antigo de ter um espaço próprio para formar os Oficiais para o Quadro Permanente.

Após 43 anos, a AFA é reconhecida como um estabelecimento de ensino superior de excelência, responsável por formar os futuros pilotos aviadores, engenheiros aeronáuticos, engenheiros de aeródromos, engenheiros eletrotécnicos, administradores aeronáuticos e médicos, contando com parcerias com o Instituto Superior Técnico, Instituto Superior de Economia e Gestão e Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa. Atualmente, os cursos  ministrados estão adaptados ao processo Bolonha e, como tal, conferem o grau de Mestre a quem o termina.

A atividade letiva na AFA é dividida em quatro componentes: académica, militar, física e voo, e as suas infraestruturas são de excelência, desde  salas de aulas, auditórios, equipamentos desportivos, bibliotecas e laboratórios altamente equipados inteiramente ao dispor dos alunos. 

Em 2011 uma nova área surgia na AFA: o Centro de Investigação, representando um espaço ao serviço dos alunos para o desenvolvimento de atividades na área de investigação e tecnologia de defesa

Pela excelência do ensino, formação, qualificação e investigação, em particular no domínio aeroespacial com interesse para a defesa, alicerçada numa cultura de patriotismo, liderança responsável, competência, disciplina, inovação e rigor, os valores defendidos nesta escola são fonte de motivação e de orgulho de todos quantos estudaram, estudam, servem e serviram na Academia da Força Aérea.

Sob o lema “e não menos por armas que por letras”, é na AFA que há 43 anos se preparam “hoje os chefes de amanhã”.

Fonte: Emfa.pt

Fotografia: Emfa.pt

(Visited 6 times, 1 visits today)