A Força Aérea investigou, de 12 a 14 de dezembro, o relato recebido sobre o lançamento de foguetes luminosos (flares) na zona sul da FIR (Flight Information Region) Oceânica de Santa Maria, a 1800 km da Base Aérea N.º 4, nas Lajes, e 870 km a oeste da ilha do Sal, Cabo Verde.

A missão, que teve a duração total de 27 horas e meia de voo e contabilizou mais de 5000 milhas náuticas percorridas, ficou a cargo da tripulação da aeronave C-130H, da Esquadra 501 – “Bisontes”, de alerta na Base Aérea N.º 6, no Montijo.

O Centro Coordenador de Busca de Salvamento Marítimo de Ponta Delgada (MRCC) foi quem solicitou o empenhamento de meio aéreo ao Centro Coordenador de Busca e Salvamento das Lajes (RCC), que é entidade responsável pela coordenação destas operações nesta região.

Para investigar o avistamento de flares, o C-130H descolou do Montijo, no dia 12 de dezembro, pelas 10H05, rumo à ilha do Sal, Cabo Verde, onde aterrou às 15H40.

As buscas recomeçaram na madrugada do dia seguinte, pelas 5H52, e terminaram às 16H25.  

A missão findou às 23H20, do dia 14 de dezembro, hora em que o C-130H aterrou no Montijo, sem registar qualquer avistamento.  

Esquadra 501 – “Bisontes”, sempre, “onde e quando necessário!”

Fonte: Emfa.pt

Fotografia: Emfa.pt

(Visited 5 times, 1 visits today)