O Centro de Treino de Sobrevivência da Força Aérea (CTSFA), através da Esquadrilha de Defesa NRBQ, sediada no Montijo, ministra, entre 20 e 24 de maio, um curso no âmbito da Organization for Prohibition of Chemical Weapons (OPCW),

Este curso, solicitado pela Autoridade Nacional para a Proibição das Armas Químicas (ANPAQ), destina-se a participantes de língua oficial portuguesa e tem como temática a assistência e proteção em emergências químicas.

A ANPAQ é o órgão do Estado português de ligação com a OPCW e com os outros Estados Partes da Convenção para a Proibição do Desenvolvimento, Produção, Armazenagem e Utilização da Armas Químicas (CPAQ). Neste sentido, a Força Aérea tem participado de forma continuada em diferentes cursos da OPCW, com formandos e formadores de Defesa NRBQ do CTSFA.

Este curso conta com a participação de 36 formandos, de Portugal, Brasil, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Venezuela.

Além dos formadores em Defesa NRBQ da Força Aérea, o evento conta com formadores da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil e do Exército Português. Terá ainda intervenções das autoridades nacionais para a Proibição das Armas Químicas de Portugal e do Brasil, bem como dos representantes da OPCW.

Fonte: emfa.pt

Fotografia: emfa.pt

Segundo Curso Avançado de Assistência e Proteção em Resposta a Emergências Químicas para Países de Língua Oficial Portuguesa
Fonte: Flickr/FAP
(Visited 49 times, 1 visits today)