Uma aeronave P-3C CUP+ e respetivo destacamento da Força Aérea, em missão da Agência Europeia da Guarda de Fronteiras e Costeira – FRONTEX, para vigilância das fronteiras marítimas do sul de Espanha, participou, no dia 23 de outubro, numa operação de apreensão de estupefacientes, no Estreito de Gibraltar.

Duas embarcações semirrigidas relacionadas com o tráfico de estupefacientes foram detetadas pela tripulação da Esquadra 601 – “Lobos”, tendo posteriormente sido perseguidas por uma embarcação da Guardia Civil Espanhola.

Os tripulantes das embarcações suspeitas, ao aperceberem-se da chegada da Guardia Civil, abandonaram a semirrigida com estupefacientes e fugiram na embarcação de apoio.

A embarcação apreendida, com treze metros de comprimento, quatro de largura e provida de três motores com 300 cavalos cada, foi transportada de imediato até à base do Serviço Marítimo de Ceuta.

Desta operação, coordenada pela Guardia Civil Espanhola e que envolveu ainda um meio aéreo da Guarda Costeira Islandesa ao serviço da agência FRONTEX, resultou a apreensão de 115 fardos, com cerca de 4 400 kg de Haxixe.

A Agência FRONTEX, em conjunto com as autoridades espanholas, desenvolve esta operação conjunta, designada “INDALO 2020”, com a finalidade de combater o tráfico de estupefacientes, controlo da migração irregular, poluição marítima, pesca ilegal e salvaguarda da vida humana no mar através das missões de busca e salvamento.

O destacamento português é constituído pela respetiva tripulação da aeronave, equipa de manutenção e elementos de apoio à missão, com um efetivo de 30 militares, que se encontram a operar a partir de Málaga até 5 de novembro de 2020.

Fonte: Emfa.pt

Fotografia: Emfa.pt

(Visited 9 times, 1 visits today)