O Presidente da República e Comandante Supremo das Forças Armadas, Marcelo Rebelo de Sousa, presidiu, no dia 13 de dezembro, à Cerimónia Juramento de Bandeira da Instrução Básica 02/19, no Centro de Formação Militar e Técnica da Força Aérea (CFMTFA), na Ota.

No seu discurso, afirmou ter consciência que este é um momento único na história dos 150 recrutas, proclamando que “Foi um longo caminho e no entanto um caminho tão curto porque há caminho a fazer e esse caminho começou com o Juramento de Bandeira.”

Reiterou, ainda, a importância deste Juramento para com a Pátria e Independência de Portugal, referindo que “O Juramento quis dizer: Nós, a partir de hoje, pertencemos a esta família; Nós, a partir de hoje, pertencemos mais a Portugal; Nós, a partir de hoje, servimos mais Portugal; Nós, a partir de hoje, teremos de ser dos melhores e dos melhores de Portugal.”

No Juramento, estiveram também presentes o Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, o Chefe de Estado-Maior da Força Aérea, General Joaquim Borrego, Comandante do CFMTFA, Coronel Rui Romão, o Presidente da Câmara Municipal de Alenquer, Pedro Folgado, entre outras entidades e civis.

A cerimónia contou com a distribuição de prémios aos instruendos que mais se distinguiram durante a Instrução Básica, bem como com a leitura de deveres militares do Regulamento de Disciplina Militar.

Após o desfile das forças em parada houve demonstrações do Pelotão Auto-Comandado do Curso Formação de Sargentos e da Banda de Música da Força Aérea.  

Fonte: Emfa.pt

Fotografia: Emfa.pt

(Visited 19 times, 1 visits today)