Terminou, a 31 de julho, mais uma etapa do Projecto SHM-TB30 (Structural Health Monitoring), que consiste no desenvolvimento de um sistema de recolha e análise de dados em voo para monitorização da operação, tendo em vista a otimização do plano de manutenção da frota da Força Aérea.

A meta alcançada traduz-se na emissão do Boletim de Serviço (Documento técnico que define a instalação de componentes ou alteração em sistemas das aeronaves), que permitiu realizar a instalação física dos sistemas de aquisição dados do sistema de monitorização.

A recolha de dados relativos à estrutura da aeronave, permitem aferir o índice de fadiga a que estão sujeitas decorrente da sua operação, tendo o projeto sido desenvolvido no âmbito de uma candidatura ao programa Portugal 2020, com os parceiros Critical Materials e Instituto Superior Técnico.

Para materialização do conceito deu-se início ao projeto técnico denominado SHM-TB30, em que uma das suas vertentes assenta na instrumentação das aeronaves, de uma forma faseada e com diferentes objetivos, existindo uma aeronave instrumentada com um sistema de recolha de extensões (deformações) e acelerações (fatores de carga) ao longo do voo, enquanto que as restantes aeronaves instrumentadas recolhem apenas acelerações.

Após cada voo, a informação é recolhida e processada por um software específico desenvolvido para o efeito que permite monitorizar a exploração operacional de cada aeronave da frota. Desta forma, será possível obter os espectros de operação da frota Épsilon, para monitorização da severidade da operação.

A emissão deste boletim foi possível devido ao trabalho entre a Esquadra 101 – “Roncos”, da Base Aérea N.º 1, em Sintra, em coordenação com a Direção de Engenharia e Programas.

Fonte: Emfa.pt

Fotografia: Emfa.pt

(Visited 3 times, 1 visits today)